Lua Cheia Virgem-Peixes

Breves notas: Lua Cheia de Virgem/Peixes


Tempos estranhos, estes! Em que nos preocupamos demasiado com todo o tipo de privações, confinamentos, dificuldades financeiras, limitações sanitárias, medo de caos e de podermos não estar à altura de certos acontecimentos vindouros!

Esta Lua Cheia pede uma maior consciência daquilo que ainda temos de melhorar em nós próprios e em tudo o que fala de apoio social e comunitário.

Virgem é o signo da recolha, da aprendizagem pessoal, e da preparação para o que há-de vir na esfera do social e coletiva. Há seis meses atrás, na Lua Cheia de Março de Peixes, veio a avalanche e com ela prepararmo-nos para o confinamento, mas não para a crise económica q se avizinhava. Agora, seis meses depois na Lua Cheia de Virgem temos medo do falhanço económico e da possibilidade de um surto social sanitário. (na oposição, meio ano depois, temos o problema face a face a pedir uma outra resolução).

Alimentamos o medo, porque sabemos que as coisas estão fora do nosso controle! Neptuno e Úrano ligam-se a esta Lua Cheia, Neptuno pela conjunção com a Lua em Peixes aumenta o suspense e o imponderável, mas também possibilita, uma maior percepção de que a salvação da espécie humana passará sempre pela solidariedade social e por uma gestão equilibrada da vida material e espiritual. Se Neptuno coletiviza, Úrano individualiza, tal como Prometeu ele aponta para irmos para lá das convenções, do politicamente correcto, procura-se a imortalidade e o caminho único individual, tal é o seu apelo de liberdade. Em trígono ao Sol e em sextil à Lua, essa voz da intuição e da percepção extra-sensorial diz a quem estiver sincronizado, onde reside a verdade do ser no interior de cada um - todos somos hologramas da grande mente universal! Agora que o Sol está atravessando o signo da Virgem devíamos falar mais de como cultivar a imunidade e dos cuidados a ter com o corpo e o espírito, mas como vivemos em sociedades laicas, ditas democratas, com uma acentuação de costumes e crenças numa ciência estatística e positivista, submetida aos mercados financeiros, com poucos ou nenhuns valores éticos e universais. Assim, temos essencialmente, a linguagem dos números e das percentagens para reduzir a nossa mente a uma simples progressão linear! Não fosse os postulados da relatividade, da física quântica e da ciência dos fractais, não teríamos a percepção social, q é possível dar-se saltos quânticos e em simultâneo uma evolução geométrica ou exponencial! Insisto nestes pontos, porque a Virgem é também o signo ligado à ciência, vertente que foi mais desenvolvida no terceiro quarto da Era de Peixes de 1640 até aos nossos dias. A ciência da Era de Aquário é de outro teor, mas aqui não é o âmbito para desenvolver este tema. Nesta Lua Cheia, temos também a oposição de Saturno-Vénus, que simboliza o controlo dos afectos, o cumprimento das regras, o medo da proximidade e da intimidade. A Cruz em T Cardinal entre Vénus-Saturno-Plutão em quadratura a Marte em Carneiro faz adivinhar uma fase de grandes tensões e transformações. Tudo está potenciado nesta lunação para que cada um afirme o seu desejo individual em contraponto com o recalcamento colectivo de pressão e controle sobre os indivíduos.

A nível social ainda perdura demasiada frustração..., a nível individual temos o potencial para rumarmos na direção da iluminação!

Relembrando o poeta: A máscara saiu à rua, quis tirá-la mas já estava colada à cara!

L.R 2-9-20 Lx




Featured Posts
Recent Posts