Lua Cheia 27-4-21

Notas breves: Lua Cheia 27 Abril 4h 31 Lisboa a 7º do Eixo Touro/Escorpião Sabian Symbol do grau 7 de Escorpião: The moon shining across a lake. 218º UM LAGO NA MONTANHA BANHADO DE LUA CHEIA


Cada plenilúnio é uma oportunidade de objetivação e maior consciência bipolar.

Hoje temos o poder desta Super-Lua também conhecida como a Lua representativa da Festa de Wesak no Oriente, relembrando o a iluminação de Siddhartha, o Buda. Se a Lua Cheia de Touro representa o Olho do Touro Iluminado – Aldebaran, a Estrela Guia da Constelação, simbolizando a consciência do aqui e do agora, o Aión Junguiano, lembrando que é preciso morrer para o passado e futuro para estarmos realmente presentes! Mas esta consciência solar só é possível, se integrarmos a polaridade oposta e complementar – a Lua em Escorpião, signo de queda das energias lunares, em que assistimos ao abandono da posse pelas formas e dos desejos pessoais. O Budismo ensina-nos a superação do desejo pelo desprendimento e conhecimento iluminado, mas só quem viveu o desejo até às últimas consequências, poderá por um ato maior de amor, entregar o eucêntrico no altar da mãe cósmica e assim aceder ao portal da eternidade. Vulcano o Alquimista e o Úrano o Mago estarão lado a lado neste plenilúnio para elevar a energia taurina uma oitava acima, ligando a Terra e o Céu, consagrando a matéria como Lux/Mater, na linguagem celta - Luxcitânia – Terra da Luz.

As personalidades solares e lunares encontram-se neste período numa tensão disruptiva e criativa sendo altamente transformadas e alquimizadas pelo fogo celeste de Úrano e pelo fogo interno e terrestre de Vulcano, regente esotérico de Touro. No melhor dos sentidos, a autoconsciência solar solta-se e liberta-se, o propósito interno afirma-se e a Lua espelha a iluminação sob a forma do sentir. Outra possibilidade, a mais comum, a Lua reage emocionalmente no seu processo conturbado de eliminação dos resíduos tóxicos do passado, repetindo comportamentos instintivos assentes em memórias não integradas, até se alinhar com este desafio transformador de libertação do sentido de posse. Temos também como coadjuvantes neste processo a conjunção de Vénus e Mercúrio em Touro, o par artístico, que aqui assume o embelezamento das formas e a capacidade de se nutrir a si mesmo em termos de valores e bem-estar. Alice Bailey escritora que canalizou muitos dos livros de mestre Tibetano referia que o IV Raio Cósmico – A Harmonia através do Conflito – era bem representada nos signos zodiacais Touro e Escorpião.

O Ascendente desta lunação para Portugal é Peixes indicando o trabalho de unidade, de aceitação e desprendimento que é necessário ser feito se queremos integrar semelhanças e diferenças nas memórias coletivas e em cada um de nós.

Ilustrando agora a fase de tensão social que todos estamos a atravessar, a quadratura de Saturno em Aquário (ordem social) com a energia da Lua Cheia de Touro (valores pessoais) mais Úrano em Touro, transformação dos valores pessoais e coletivos em novas formas de relacionamento com a natureza, com a mãe Terra e valores materiais. Toda esta conjuntura ilustra a necessidade de transformarmos os recursos naturais e a riqueza mal parada em prol das áreas sociais mais necessitadas, no aspeto individual promove a transmutação e a libertação dos nossos apegos e fixidez a padrões disfuncionais.

Boas alquimias e revelações vemo-nos na próxima Lua Nova 11 de Maio e aí voltaremos ao tema da mãe Terra. L.R Lx 27-04-21




Featured Posts
Recent Posts